-->

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Milky - 29 de março de 1995/ 28 de janeiro de 2010

 Milky
Uma cachorrinha que passa quase quinze anos com a gente, fazendo companhia nas horas alegres e tristes, demonstrando uma felicidade e um companheirismo sem distinção e um amor incondicional deve ter pelo menos uma pequena homenagem. Resolvi gravá-la no meu blog.

Que você esteja em boas mãos, minha querida Milky! Que, como diz minha amiga Ju, você renasça  com duas pernas em vez de quatro e, como um ser humano possa praticar o Dharma. Afinal, todas as vezes em que você me via sentada em lótus meditando, você vinha de mansinho, sentava-se ao meu lado ou no meu colo e só saía quando eu terminava fazendo uma companhia silenciosa e respeitosa.

Obrigada pelos momentos felizes. Desculpe-nos pelos percalços. Se não fizemos tudo o que podíamos, fizemos o que achávamos possível e com boa motivação. Fique em paz!

OM MANI PEME HUNG

5 comentários:

Jorge disse...

Pema, bom dia!

É sempre doloroso a perda. E só o tempo nos deixa a marca da saudade.

Um beijo,
Jorge

Lúcia Brito disse...

Que Milky possa ter um renascimento auspicioso e praticar o Dharma!

Pema Lodrön disse...

Muito obrigada, pessoal! Há de ser como a Lúcia disse!

Raul disse...

Tadinha!!!
Raul, ele mesmo, o polícia...

Menta & Pimenta disse...

Lamento a perda da cadelinha. Espero que se ela encarnar num humana que venha com a alma pura dos bichos...

Postar um comentário